Home
Direção-Geral do Consumidor
    Ministério da Economia e Mar
    DGC

    Direção Geral do Consumidor fiscaliza publicidade de influenciadores nas redes sociais

    Direção Geral do Consumidor fiscaliza publicidade de influenciadores nas redes sociais

    A Direção-Geral do Consumidor (DGC), enquanto autoridade nacional de defesa do consumidor, analisou 366 mensagens, de 20 influenciadores, na rede social Instagram, de modo a verificar o cumprimento da legislação que obriga a identificação clara e inequívoca da relação comercial entre o influenciador e a marca/empresa publicitada, num total de 137 empresas publicitadas. Os principais setores de atividade abrangidos foram os cosméticos, desporto, plataformas de transportes de passageiros, eletrodomésticos, vestuário, hotéis, restauração, ginásios, joalheria, cabeleireiros, suplementos alimentares para desporto, bebidas, comunicações eletrónicas, automóveis, streaming, brinquedos, bancos, jogos, viagens e tecnologia.

    Verificou-se que 28% das mensagens (102) não identificavam a relação comercial entre influenciador e empresa, abrangendo 55% das empresas (76) em que não existia essa identificação, sendo que alguns influenciadores numas mensagens cumpriam a legislação e noutras não, pelo que foram instaurados os processos de contraordenação referentes às mensagens em infração, não só relativamente aos influenciadores, como às marcas/empresas publicitadas sem essa identificação.

    A DGC recorda que as comunicações que envolvam conteúdos comerciais, ainda que indiretos, como a promoção de produtos ou serviços de uma marca numa publicação que gere receitas ou outros tipos de benefícios devem ser divulgados como uma atividade publicitária, seguindo as orientações da DGC constantes no Guia informativo sobre as regras e boas práticas na comunicação comercial no meio digital

    • Livro de Reclamações
    • Atendimento ao Consumidor
    • Plataforma de Cessação de Contratos - Comunicações Eletrónicas
    • RAL - Centros de arbitragem
    • Publicidade
    • Segurança de Produtos
    • Fundo do Consumidor
    • Centro Europeu do Consumidor
    • Inquérito Satisfação
    • Compete 2020 - Portugal 2020
    66