Home
DGC
    Ministério da Economia
    DGC

    Louça descartável de plástico tem os dias contados

    Louça descartável

    Foi publicada, a 2 de setembro, a Lei nº 76/2019, que determina a não utilização e não disponibilização de louça de plástico de utilização única nas atividades do setor de restauração e/ou bebidas e no comércio a retalho.
    Esta Lei dispõe que, nos estabelecimentos do setor da restauração e/ou de bebidas, nas feiras, espetáculos, exposições ou outros espaços, deve ser usada louça reutilizável, ou, em alternativa, louça biodegradável. Excetuam-se os casos em que o consumo ocorra em contexto clínico/hospitalar com especiais indicações clínicas, bem como em casos de emergência social e humanitária.
    A louça de plástico descartável - pratos, tigelas, copos, talheres, palhinhas, palhetas - deixará de poder ser vendida no comércio a retalho.
    O período de adaptação será diferente para cada setor de atividade:
    Serviços de restauração e/ou bebidas – 1 ano
    Serviços não sedentários de restauração e/ou bebidas (feiras, espetáculos, entre outros) e serviços que ocorram em meios de transporte coletivos (aéreo, ferroviário, marítimo e viário de longo curso) – 2 anos
    Comércio a retalho – 3 anos

    Saiba mais aqui

    • Livro de Reclamações
    • Atendimento ao Consumidor
    • Publicidade
    • Fundo do Consumidor
    • Centro Europeu do Consumidor
    • Inquérito Satisfação
    66